segunda-feira, 23 de abril de 2012

Sobre Nomes e Respeito (o retorno)

O nosso editor E., da Editora A., resolveu se manifestar a respeito do post "Nomes e Respeito", indicado pelo blogueiro envolvido.

Ele enviou a total troca de mensagens e pediu que fossem publicadas na íntegra. Não acredito ser possível, é muita coisa e fica feio mesmo, aqui no blog, mas a Ana Carolina Nonato publicou, integralmente (exatamente o mesmo texto que recebemos por email), então prefiro linkar para o blog dela e, quem se interessar, pode ler o lado de E. (que, agora que se identificou, podemos dizer - Edson, da editora Andross).

Vamos fazer um post comentando, com alguns trechos, mas é interessante que vejam o texto inteiro.


23 comentários:

  1. Olha, nao sei porque tanto bafafa ainda... ta que o blogueiro tem o blog ha dois anos e tals... mas o nome é registrado? nao! entao pronto.. se a editora registrou, babau... acabou a confusao... o cara nao registrou pq nao quis, qr reclamar de q ainda? 

    ResponderExcluir
  2. Pois é... mais uma vez, temos blogueiro querendo pintar editora como se fosse o diabo! Olha só como faz diferença conhecer a história na íntegra! E é bem verdade o que o Sr. Edson falou: o blogueiro não tem qualquer direito sobre o nome porque sequer o registrou! 
    Esse tipo de coisa acontece mesmo porque a maioria dos nomes de blogs são expressões comuns e as pessoas não se preocupam em registrar seus domínios! Dá nisso! Como disse o editor, ele se preocupou em pesquisar o nome e investiu no registro, coisa que o blogueiro poderia ter feito já que o registro é barato!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. vergonhaliteraria23 de abril de 2012 13:41

    Camila, na minha opinião, o erro do editor foi apenas na forma como ele enviou o primeiro email, dizendo ao blogueiro que para ajustar a situação, que o blogueiro fizesse um post apoiando o evento, sem oferecer algo em troca. Oras, seria, então, divulgação de graça? E sem pedir educadamente, mas apenas falando como deveria ser feito. O resto é tudo muito relativo.

    ResponderExcluir
  4. Li na íntegra e não mudou muita coisa sobre o que eu pensava... Aind foi deselegante

    ResponderExcluir
  5. Certo, o Bruno não registrou o nome, qualquer um poderia usar e ele apenas 'deu sua opinião', blá blá blá. Mas agora vir o senhor editor botar toda essa banca, tentando coagir o blogueiro a fazer algo, como ele mesmo disse, só para deixar as coisas confortáveis e no final deixar bem claro que 'caga' pro blog é que não dá. Sinceramente, eu nem conhecia essa editora, muito menos esse grande evento, será que o Bruno deveria ficar tão feliz por alguém 'errar o evento e acessar o blog'? Eu acho que, pelos vultos todos na blogosfera, é bem o contrário...

    ResponderExcluir
  6. Acho que os dois erraram.

    O editor errou pela abordagem. Tudo bem ele escolher um nome que já existe. Tudo bem ele não ter tido a preocupação de pesquisar no Google. Tudo bem ele querer consertar as coisas. Mas o tom dele, desde o primeiro e-mail, demonstra arrogância.

    Já o blogueiro, errou em se precipitar na resposta e em divulgar a história de forma favorável a ele. Além de que, se queria ter exclusividade no nome do blog, como faz parecer sua segunda resposta, errou também ao não registrá-lo.

    ResponderExcluir
  7. Ceile Dutra de Moraes23 de abril de 2012 14:59

    Gente, isso vai do bom senso mesmo. Conhecendo a história toda, vejo que tudo é questão de bom-senso.
    Legalmente, o Edson está correto: ele fez a pesquisa onde deveria fazer: INP e Localweb (para registrar o domínio) - Google não é parâmetro, pode ser um auxiliar, uma verificação secundária, mas não é uma conferência "legal e oficial". Eu não me sentiria muito confortável de ver um evento com o nome do meu blog (nem sei se existiria, Este Já Li não é muito "glamuroso" nem criativo para eventos hahaha) onde não tive a mínima participação e se fosse nas mesmas circunstâncias do Bruno, procuraria um acordo mesmo, onde eu também ganharia alguma coisa - não um simples clique enganado através de pesquisa no Google. Fica difícil falar quem está certo e quem está errado, e nem sei se isso seria necessário. Tão mais simples conversar e tentar um acordo.

    ResponderExcluir
  8. Concordo com você, ambos estão errados e isso ninguém pode mudar. A editora por conta da deselegância e o Bruno por não ter registrado o nome. Mas também acho que a editora está certa de um ponto como o Bruno também está, já que a editora procurou o blog e contatou, pois afinal ele não ficaria sabendo de nada sem o e-mail. E o Bruno está muito certo em achar que o caso do evento seria ao contrário, o pessoal pensar que ele plagiou o nome da editora.
    Bom, acho que isso que ocorreu vai servir de lição para todos em uma próxima, caso houver.

    ResponderExcluir
  9. Realmente errei em não ter enviado todos os Email para o VL, quis mostrar os principais pontos da conversa. Eu não estou tentando "pintar editora como se fosse o diabo". Apenas quis mostrar a forma como esse editor me tratou. Não, eu não registrei o Blog, mais um enorme erro. Nunca registrei porque não sabia que algo do tipo pudesse acontecer. Para mim o lance do ".com.br" era só mais uma coisa do visual do Blog. Me incomodei com o fato de haver um evento com o nome do meu Blog, mas não divulguei tudo isso por causa do nome. Divulguei a conversa para mostrar a todos a forma arrogante e a proposta abusiva que ele me ofereceu. Hoje em dia nem me importo mais com o fato dos nomes serem iguais. Em nenhum momento quero bancar a vítima, mas fico muito incomodado quando esse Editor fala que em todos os Email ele foi muito educado. Para mim ficou claro o seu caráter e como ele trata os Blogueiros.

    ResponderExcluir
  10. Desculpa gente, eu não li a troca de farpas final, mas sinceramente não entendi porque chegou até ela, não vi nenhuma arrogância pelo menos nos primeiros emails, vi simplesmente que o Edson tava tentando consertar como ele mesmo disse uma saia justa. Mais uma vez achei bobagem e tempestade em copo d´água.

    ResponderExcluir
  11. Desculpa, o evento é nacional ligaria o nome do blog ao evento, toda vez que o evento fosse procurado no google o blog apareceria, acho que o blog teria muito a ganhar já que não ia mudar muita coisa mesmo já que o nome já estava registrado.

    ResponderExcluir
  12. Desculpe se este não é o local correto, mas esta é uma vergonha literária:
    http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/1080169-cache-de-gabriel-o-pensador-provoca-saia-justa-em-feira-gaucha.shtml

    ResponderExcluir
  13. Quero agradecer ao VL por ler linkado o post de meu blog. Aquela foi a versão do Edson que, REPITO, me procurou porque eu comentei na questão aqui no blog. Eu ofereci o espaço porque percebi que os trechos demonstrados poderiam assumir proporções inimagináveis. Não estou tomando partido do Edson ou do Bruno, já que pretendi esclarecer a questão da maneira mais imparcial possível. Acho que os leitores devem tirar suas conclusões. Repito que também ofereço o espaço ao Bruno para se pronunciar sobre o assunto. Acho que sem uma visão completa dos fatos fica difícil concluir algo concreto.

    ResponderExcluir
  14. Continua feio para o editor. Se ele queria evidenciar que não houve falta de educação, não foi muito longe. 

    ResponderExcluir
  15. Muita fumaça pra pouco fogo... Sinceramente esse blogueiro é bem idiota por não ter aceito ter entrado nessa, pois seria uma grande divulgação para seu blog. Mas preferiu dar uma de "eu sou importante e você não pode usar meu nome" e simplesmente se lascou. Se o cara já havia registrado, mesmo tendo conhecimento ou não do blog, nada mais havia para ser feito a não ser tirar pelo menos uma vantagem em cima disso.

    Vítima com certeza ele não foi.

    ResponderExcluir
  16. Mas isso vai acontecer de qualquer forma, ele apoiando o evento ou não...

    ResponderExcluir
  17. vergonhaliteraria24 de abril de 2012 10:05

    Joelmir, só lembrando, o editor não ofereceu nenhuma forma de divulgação ao blogueiro. Em seu email final, ele diz que "aceitaria" divulgar o blog, mas isso foi dito para nós, do VL, não ao blogueiro. Para o blogueiro, ele pediu que o evento fosse divulgado no blog. Ou seja, o blogueiro não tinha uma divulgação do blog para aproveitar.

    ResponderExcluir
  18. Bem, posso te dizer que não sou idiota. Eu não quis dizer "eu sou importante e você não pode usar meu nome", apenas não aceitei a proposta, pois só quem beneficiaria no acordo que ele propôs seria ele. Também não quero tirar vantagem de algo que não foi feito por mim. Se eu quero fazer meu Blog crescer, será por meus próprios méritos, não tirando vantagem dos outros.

    ResponderExcluir
  19. Exatamente, infelizmente o blogueiro ali é o que menos importa, com todo esse bafafá por coisa nenhuma vai acabar ficando mal na história. Já que o evento vai acontecer de qualquer forma, com o nome que está, ele bem que poderia ter aproveitado.Afinal, o que não tem remédio, remediado está.

    ResponderExcluir
  20. O blogueiro pediu alguma divulgação? 

    ResponderExcluir
  21. Bom, desculpa! Não te conheço pra te julgar. Mas fica dificil para alguém que não acredita na pureza humana acreditar que um blogueiro seja ele literário ou o que for não aproveitar oportunidades para ser visto por outra pessoa, já que essa é a intenção de se criar um blog.

    Não tomei partido do cara que usou o nome do seu blog para realizar o evento, mas pela lógica dos acontecimentos, se ele já produzia eventos com o nome HQ em pauta, se ele faria um evento de livros, nada mais lógico que colocar livro em pauta, uma continuidade ao seu trabalho.

    Isso com certeza não foi posse indevida de propriedades intelectuais nem violou nada de direitos autorais e talz. 

    E desculpa mais uma vez, mas se você quer fazer seu blog crescer por "seus próprios méritos" porque tem parceria com editoras? Afinal essas parcerias proporcionam livros para você sortear e conseguir seguidores, não é mesmo? Onde fica o seu mérito nisso aí?

    E VL, o editor não disse nada, mas como a Samantha disse aqui embaixo, o blogueiro pediu divulgação ou procurou conversar com ele sobre como ele poderia se beneficiar com isso? Pelo que li nos emails não vi isso... Desculpe (nossa, parece que estou me confessando pelo tanto de desculpa que estou pedindo), mas analisando tudo fica dificil entender esse lado que você quer mostrar, pois se o editor não tivesse entrado em contato com o blogueiro e tivesse realizado o evento, com certeza não teria esse bafafá todo... Enfim, *bitch please =D!!!

    ResponderExcluir
  22. vergonhaliteraria24 de abril de 2012 21:25

    Eita, não se desculpe demais que o povo acaba aceitando. haha
    Eu sou da opinião que o Edson tinha era que ter ficado na dele. Isso tinha potencial para desastre desde o começo.

    ResponderExcluir