quarta-feira, 25 de abril de 2012

Blogosfera Antiplágio

Boa tarde!

Algumas blogueiras declararam que hoje é o Dia da Blogosfera Antiplágio.
O Vergonha Literária apoia essa iniciativa, junto com outros 200 blogs - é isso mesmo, mais de 200 blogs estão participando da blogagem coletiva, hoje.

Presumo eu que o plágio acontece quando um blogueiro quer muito manter um blog legal, mas não tem tempo, talento ou vontade de escrever e vai lá e copia um texto que ele acha legal e posta no seu blog.

Mas, olha só, aquela pessoa de quem você copiou, ela se deu ao trabalho de tirar o tempo, usar seu talento e escrever um texto bem legal para o blog DELA. E você está se apropriando disso.

Esse site, montado pela Nanie Dias em conjunto com as outras meninas que organizaram o movimento Blogosfera Antiplágio tem várias dicas, desde como descobrir que foi plagiado até o que fazer ao descobrir que realmente alguém plagiou seus posts.

Uma parte muito interessante - o que fazer se você plagiou alguém?  E a resposta é simples - se você realmente se arrepende, retire os textos, escreva uma carta de desculpas pública, com links para os blogs que você copiou e, então, comece a escrever seus próprios textos. Isso não vai eliminar o que você fez, mas é um começo. Retratação pública, reparação do que fez errado.

Já falamos sobre plágio aqui no Vergonha Literária antes e vamos falar novamente, ainda hoje e no futuro.
Posts antigos:

Ah, e quem for plagiado, pode denunciar aqui. Se quiser enviar também para o Vergonha Literária, nós poderemos publicar (caso seja verdade e, especialmente se a pessoa agiu e continua agindo de má-fé), mas isso não é oficial do movimento Antiplágio, que fique claro.

18 comentários:

  1. Olha eu aqui tendo que pedir desculpas mais uma vez (não por plagiar, óbvio), mas por achar isso uma perda de tempo. Pra quem se indignou ontem com a flodagem da Editora querendo chegar aos TT com aquela hastag rídicula, flodar com uma hastag "por uma blogosfera melhor" é muita ironia!!!

    Não acho que isso vá resolver alguma coisa, pois onde um ladrão se arrepende por cometer seus crimes por uma campanha coletiva??? Meio dificil, não é?! 

    Mas se querem acreditar numa hipocrisia como essa de um mundo virtual colorido... vá em frente!!!! 

    ResponderExcluir
  2. vergonhaliteraria25 de abril de 2012 14:25

    Oi Joelmir!
    Até entendo tua posição, mas não concordo.
    A ideia não é floodar com uma hashtag, mas sim que cada blogueiro faça seu post e o divulgue, usando a hashtag apropriada, apenas para identificar que participa e apoia a campanha. (não sei dizer se é exatamente o que está sendo feito na prática, mas isso é outra história). Inclusive cada tweet deveria ter um link para o site ou um post que identifique a campanha - ou seja, uma explicação, coisa que não existia na promoção "postem essa hashtag o máximo que conseguirem".
    Além disso, a campanha serve mais para advertir e conscientizar os blogueiros que não plagiam ou que estão sendo plagiados, o que eu acho mais importante no site, inclusive, são as formas de se descobrir que alguém te plagiou e o que fazer a partir daí. 
    O ladrão não, necessariamente, se arrepende, mas pode ter medo de fazer se souber que não vai sair impunemente, algumas pessoas podem pensar antes de copiar posts. Outras, podem parar depois de denunciadas. 
    Não custa tentar.

    ResponderExcluir
  3. Com certeza na prática não estão fazendo isso... minha timeline que o diga. Já comecei a excluir aqueles que não tenho intimidade e só enche minha time com lixo (comecei com algumas editoras... hehehe) e já estou passando para blogs.

    E duvido muito que daqui essa "campanha" irá longe. Isso só foi criado pelos rumores que estão acontecendo no meio virtual e assim que um novo barraco surgir, esse será esquecido.

    Enfim, 

    ResponderExcluir
  4. Como parte da equipe que idealizou o movimento e com base nas estatísticas de acesso do site, acho que estamos tendo bons resultados, sim.

    Eu também odeio flood, mas sei que, por mais bem intencionados que sejamos, isso sempre haverá. A maioria dos blogueiros que sigo também não aprova a prática, e a minha TL está bem tranquila. Bastante gente divulgando seus posts e incluindo a tag em tweets que falem sobre o blog, mas nada além disso.

    Queríamos mesmo que houvesse uma discussão em torno do plágio, porque sabemos que há blogs grandes e influentes se beneficiando do trabalho alheio. Como isso não foi possível, em parte pelo fato de a maioria estar trabalhando e não poder se dedicar tanto quanto gostaria, fico satisfeita de ver que as pessoas estão, pelo menos, sendo esclarecidas. Por mais incrível que possa parecer, ainda existe gente que não sabe que copiar conteúdo alheio é crime. Tantos outros ficaram surpresos ao descobrir que alguém tem coragem de copiar uma resenha, e a maioria nunca pensou nisso e não sabe como se proteger.

    Vamos conseguir acabar com o plágio? Não.
    Mas pode ajudar? Sim! Estamos esclarecendo aqueles que não sabem e mostrando ferramentas para que cada um combata o plágio em seu blog. E isso pode, sim, inibir os ladrões de conteúdo. Eles são covardes e gostam do que é fácil, então tudo o que fizermos pode ser útil :)

    ResponderExcluir
  5. Joelmir, a ideia não é fazer flood - é divulgar a campanha que só acontece hoje! Postar a hashtag, principalmente, para que as pessoas pensem sobre o assunto. 
    Não temos nenhum objetivo comercial, apenas queremos ajudar a blogosfera a se manter limpa. 
    Honestamente, espero que a campanha vá longe sim. Mas o mais importante é alertar os blogueiros sobre o que eles podem fazer. Se você der uma olhada no site da campanha, verá que tem várias dicas para ajudar os blogueiros a proteger o seu trabalho (e isso só precisa ser feito uma vez, tal como a instalação do tynt e o registro no My Free Copyright). Espero que, pelo menos, consigamos mostrar como proteger o nosso texto e também avisar que estamos de olho em nossa propriedade.

    ResponderExcluir
  6. Acho que a intenção principal nem é ousar chegar aos TTs nem fazer flood. É apenas fazer as pessoas pensar sobre o assunto pelo menos num único dia.

    ResponderExcluir
  7. Que engraçado, não foi a tal da Nanie Dias que foi acusada de plágio no blog dela um dia desses? Só pra saber....

    ResponderExcluir
  8. Uma pergunta que não quer calar. E como ficam todos que usam como modelo uma blogueira internacional que foi recentemente acusada de plágio? Descobri ontem por um mero acaso que a tal idealizadora do In my mail box, foi acusada de plágio com provas e tudo e que a coisa ficou preta pra ela. Ela continua sendo considerada um modelo?

    ResponderExcluir
  9. Foi. Quer dizer, não sei se estamos falando do mesmo caso, mas foi tudo coincidência. Não era uma acusação de plágio de textos, era sobre esculturas com livros, os dois blogs estavam postando sobre os mesmos artistas, sendo que a Nanie mostrou que já estava com os posts agendados há séculos. Ela até chegou a divulgar os posts futuros dessa coluna.

    Isso, pra mim, já provou a inocência dela.

    ResponderExcluir
  10. vergonhaliteraria25 de abril de 2012 22:43

    Pretendemos postar sobre isso amanhã. Acho que o fato dela plagiar posts (coisa ruim) não elimina qualquer coisa boa que ela já tenha feito (O IMM foi uma ideia original e espalhada por toda a blogosfera, se não fosse original, o "pai" da criança já teria aparecido)... Mas eu sempre achei meio sem sal o blog dela, hein. Tem tanto blog gringo pra se inspirar... ;)

    ResponderExcluir
  11. A questão não é essa, o que importa é que ela é considerada modelo além do IMM, o que eu quero saber é se os blogueiros continuarão enaltecendo o blog dela como sempre fizeram. Quanto ao blog não sei, pq nunca tive curiosidade de ver.

    ResponderExcluir
  12. Mostrou como? Datas? Dessas que em qualquer calendário a gente acha? Sinto cheio de marmelado por aí, coisas do tipo, nós gostamos dela então ela pode, se fosse outro pobre coitado teriam acabado com ele no TT, acho que não vou mais visitar blogs literários, o sentido de ética de vocês é meio confuso.

    ResponderExcluir
  13. Já disse. Não a acusaram de plágio de textos, nem eram os mesmos posts, eram apenas posts sobre os mesmos artistas. Cadê o plágio? ¬¬
    A Nanie postou a programação com todos os posts da coluna (incluindo os não postados ainda) pra evitar esse tipo de coisa.

    Não sei como você chegou nessa questão da ética. Viajou, hein! o.O

    PS: Alguém entendeu o que a Carolina quis dizer com "Dessas que em qualquer calendário a gente acha?". Sério, não estou zoando e nem sendo irônico. Não entendi mesmo.

    ResponderExcluir
  14. Explicação: Todo calendário possui datas certo? Então eu posso ir lá escolher datas aleatórias e dizer que meus posts estavam programados, ou seja, você acreditou na palavra dela, isso não significa que ela REALMENTE tenha programado esses posts, mesmo pq pelo que eu saiba não existe forma de se provar que posts estavam programados.
    Plágio não é só cópia literal, pode ser cópia de idéias também, uma mesma coluna, com o mesmo assunto, com os mesmos assuntos alguns dias depois de outro blog das duas uma, ou é plágio ou uma p* coincidências e como eu não acho que coincidências existam, pra mim foi plágio, ou no mínimo picaretagem.
    Mas vocês só veem o que querem ver, achar plágio nos outros é fácil, quero ver apontar plágio em quem considera amigo.
    Pelo menos agora eu deixo de visitar blogs literários, vocês definitivamente tem um senso de ética torto, eu chamo isso de dois pesos e duas medidas, peça pra tua mãe te explicar se não conseguir entender.

    ResponderExcluir
  15. Você quer que eu condene a Nanie porque alguém ACHA que ela plagiou? Não é questão de dois pesos, duas medidas. É questão de provas. Até que provem o contrário a Nanie é inocente.

    No caso de plágio de textos é bem mais fácil provar algo, já que os textos são iguais.

    Poxa, Carolina, uma pena que você pare de visitar blogs literários. Muitos sentirão sua falta.

    ResponderExcluir
  16. Então a blogosfera é toda um plágio só, porque está cheia de pessoas tendo ideias parecidas. Peraí que eu vou ali denunciar o Vergonha Literária que plagiou o Blogueira Shame.

    Ok, as provas que a Nanie apresentou podem ter sido adulteradas, mas também ninguém provou que ela era culpada. Cabe a cada um escolher em quem acreditar e, no meu entendimento, todos são inocentes até que se prove o contrário.

    E, independente dela ser culpada ou inocente, essa acusação não tira a validade da campanha, que veio, principalmente, para esclarecer as pessoas. Se você acessar o site do projeto, verá que deixamos bem claro que estar na lista não é atestado de idoneidade, até porque não temos como checar todos os blogs que se inscreveram.

    ResponderExcluir
  17. A campanha é válida sim Cintia, toda campanha é válida, o que acho estranho é vocês agirem como se fossem políticos, fazendo vista grossa pra uma denúncia de plágio de um dos idealizadores da sua campanha, se não conseguem comprovar idoneidade do que pregam fica difícil apoiar ou  mesmo acreditar no que dizem. Ainda mais admitindo que existe a possibilidade das provas serem adulteradas. Fico com medo do que vocês dizem, me parece que daqui um tempo um novo tipo de plágio surgirá, não pegaremos mais textos e sim nos preocuparemos em esperar que você poste alguma ideia nova e nos apropriaremos dela e diremos que é só uma coincidência. Tô pensando até em fazer um blog cheio dessas coincidências, me daria menos trabalho do que pensar.
    E não Felipe, não sintam minha falta, cheguei até esse blog por mero acaso e descobri uma blogosfera que me faz repensar amargamente o papel dos livros na formação de valores dos seres humanos e mesmo esse blog que se presta a dizer tudo o que há de podre não consegue apoiar uma campanha que possa ser considerada idônea, e tem mais parecido mais o muro das lamentações de blogueiros arrogantes. 

    ResponderExcluir
  18. O que fazer quando o plágio é de imagens? O que fazer quando passa mais de 48 horas jutando imagens para uma coluna no seu blog e vem um FDP e copia uma por uma e posta no blog dele? O que fazer?

    ResponderExcluir