terça-feira, 10 de abril de 2012

Plágio (2)




Post original, em outubro de 2010...



Post em outro blog, em fevereiro de 2011...

Não é incrível como duas pessoas tão diferentes conseguem escrever opiniões, tipo, idênticas?

10 comentários:

  1. Gente, me digam pelo amor de Deus, como a pessoa, pode fazer isso? Eu até achei que seria só uma parcela do post, mas tudo PQP se não sabe o que escrever não escreve... 

    ResponderExcluir
  2. Essa resenha é popular, achei em dois outros blogs, mas um dá o crédito. 

    ResponderExcluir
  3. O mais engraçado é que eu fui procurar as resenhas e achei outros blogs com o mesmo conteúdo.
    http://athenalivraria.blogspot.com.br/2011/12/pre-venda-do-festim-dos-corvos-quarto.html 
    http://endlesslovelove.blogspot.com.br/2011/01/to-lendo-e-recomendo.html 

    ResponderExcluir
  4. O VL poderia criar o SPB (serviço de proteção ao blogueiro)  e postar uma lista dos blogs plagiadores. Se eles têm a cara de pau de fazer isso, deveriam ter o nome dos blogs expostos numa lista pra todo mundo saber (inclusive as editoras) com quem estava lidando!

    *momento revoltada off...rs*

    Bj,

    continuo apoiando os posts de vcs.

    Nayara.

    ResponderExcluir
  5. Meu Deus...isso está parecendo concurso p/ ver quem copia mais. Não sabia desses outros 3 blogs. rsrs
    Nem sei mais o que fazer, toda semana encontro no minimo 3 resenhas plagiada. É desanimador.

    ResponderExcluir
  6. vergonhaliteraria10 de abril de 2012 17:42

    É algo a se pensar... hmmmm

    ResponderExcluir
  7. vergonhaliteraria10 de abril de 2012 17:42

    Olha, é que vc é popular. Só que da maneira errada...

    ResponderExcluir
  8. Fora que, além dos plagios descarados como este, há aqueles plágios de ideias disfarçadas de ovidades. Propriedade intelectual, alguém já ouviu falar??

    ResponderExcluir
  9. PS: Falta mto trabalho das editoras em barrar essa palhaçada! 

    ResponderExcluir
  10.  Eu acho é que a motivação dessa moçada é que está errada. O povo quer blogar, mas seguindo a lei do mínimo esforço.

    ResponderExcluir