sexta-feira, 30 de março de 2012

Leitura Crítica


- A XXXXXXXXXX irá escolher apenas um blog por mês, dentre os 180 blogs parceiros;
Que honra... Só que não.

- Os critérios de avaliação serão: bom texto, rapidez, dinâmica e qualidade. A escolha será feita pela nossa social media e toda a equipe editorial;
Ah, a beleza do caçador fazendo mira no faisão maior e mais gordo...

- Os livros escolhidos para análise serão um por mês e, além da prova, o blogueiro terá direito da obra finalizada;
Nofa.

- O blogueiro terá uma semana para ler a prova do livro e expressar sua opinião;
Blogueiro fica totalmente à disposição da prova do livro. Bacana. Porque ninguém tem nada melhor pra fazer, livro melhor pra ler...

- A escolha do blogueiro será avisada previamente, dando liberdade para que o mesmo não aceite;
Ah, bom, então assim, sim. Só parece uma exploração, mas é uma escolha. Porque com certeza quem negar não vai ser jogado pro fim da fila, nem punido depois... Né?

- A prova do livro poderá ser online, caso o blogueiro se sinta apto a ler no computador;
Melhor ainda. Sem custos de envio do material. Nem souvenir pra mostrar depois.

- Poderá haver divulgação por qualquer parte, com exceção de mostrar previamente a capa ou excertos do livro (caso ainda não tenha sido divulgado);
Olha só, a gente NÃO SE IMPORTA se você divulgar, GRATUITAMENTE, nosso novo livro.

- As críticas do blogueiro (positivas ou negativas) serão discutidas com toda nossa equipe editorial, podendo alterar o livro ou não;
Você vai opinar de graça. Como você não leva seu trabalho a sério, nós também não vamos levar. Faremos alterações de quisermos. Se acharmos interessante. Se não der muito trabalho.

- Este concurso cultural não gera nenhum tipo de vínculo entre as partes.
Não. Óbvio que não.
Concurso cultural? Onde?  
"Art. 30 – Independe de autorização a distribuição gratuita de prêmios em razão do resultado de concurso exclusivamente cultural, artístico, desportivo ou recreativo, desde que não haja subordinação a qualquer modalidade de álea ou pagamento pelos concorrentes, nem vinculação destes ou dos contemplados à aquisição ou uso de qualquer bem, direito ou serviço." (grifo nosso)  
Ou seja, concurso cultural envolve, sabe, concursos.Não serviços de avaliação de livros.

Gente. Gente. Até o Chaves ganhava um sanduíche de presunto. Por que vocês se desvalorizam tanto? Pelo prazer de serem os escolhidos e dizer para todo mundo que vão ler um livro inédito? Dica: isso é um trabalho. É o trabalho dos editores. Estagiários ou contratados, eles ganham para isso. Também existe o freelance de avaliador, que é o que vocês estão fazendo. Só tem um pequeno detalhe, que é a falta de pagamento. É como se fosse uma honra trabalhar de graça pra alguém, mas na verdade não é. Isso é exploração. A editora está explorando vocês, e não merece confiança nem credibilidade. O trabalho escravo já foi abolido há muito tempo. Resta os blogueiros se darem conta disso... Não é uma honra trabalhar de graça. Vocês estão vendo os blogueiros mais conhecidos da blogosfera? Sabem quantos deles avaliam inéditos? Vários. De graça? NENHUM. Se você não valorizar o seu trabalho, ninguém vai. No que você considera uma oportunidade, o outro vê uma atitude vergonhosa. 

27 comentários:

  1. Algumas editoras dão aos parceiros oportunidades de ler a prova e pedem que a resenha seja publicada na semana do lançamento, mas é dentro da especificação de parceria, eles entram com o livro e vc com a resenha, nada de alterar livro ou coisa assim, só divulgação. Mas tem editora passando dos limites e não adianta dizer que vai boicotar pq sempre tem um que vai fazer o que é pedido :(

    ResponderExcluir
  2. Enquanto houver babacas que se vende por qq porcaria haverá pessoas para tirar vantagem disso... fato! Eu tenho blog literário, tenho editoras parceiras, mas avalio bastante antes de procurar uma parceria com alguma delas... tanto é que já arrumei confusão com alguma delas por não me deixar vender tão fácil assim...

    Se uma editora quer fechar parceria, o mínimo que ela tem que fazer pelo parceiro é enviar materiais... mas ficar mandando email falando: faz divulgação disso ou daquilo e eu postar no blog... hahaha.... já foi o tempo que eu tinha essa inocência de achar que parcerias era um paraíso colorido cheio de confeitos de chocolates...

    Quer que eu faça uma análise crítica, diga pra mudar isso ou aquilo, me contrate!!! Estou desempregado... hauahauhau =D.

    A maioria dos livros que resenho no meu blog é de leituras opcionais que eu gostaria que outras pessoas conhecessem... mas encher meu blog de propagandas: ah, a editora tal vai lançar dia tal o livro tal e todos devem comprar... ah tah!

    Queria só saber que editora é essa...

    ResponderExcluir
  3. Algumas editoras passam dos limites msm! Eu já peguei uma que falava a mesma coisa que o Joelmir descreveu. Pedia para divulgar lançamento de livro toda semana! Ah, que saco! O blog fica até chato e poluído. Eu gosto de falar de lançamentos,sim, mas em facebook, twitter. Uma coisa rápida!

    ResponderExcluir
  4. Já vi tentativa de exploração literário pior que essa. Resenhistas, pensem bem antes de cair numa rede de prostituição.

    ResponderExcluir
  5. E complementando: onde que uma semana é o suficiente para ser realizado um bom trabalho de crítica literária??    Crítica literária agora virou resenha??

    ResponderExcluir
  6. Eu não costumo comentar esses assuntos, mas esse eu tenho que me manifestar... Vamos lá!

    Quando eu vi isso mais cedo, eu fiquei branca. Me assustei pq pensei "a que ponto chegamos?". Eu faço leitura crítica desde 2010 para editoras. Editoras que chegaram até mim através do blog, mas sempre consideraram isso como um trabalho. Porque gente, É TRABALHO. É tanto trabalho que eu resolvi mudar de curso na faculdade pra trabalhar com isso e passo meu dia inteiro fazendo isso.

    Quem acha isso legal não desvaloriza apenas o blog ou a blogosfera. O que o pessoal não está entendendo é que existe uma coisa muito maior nisso aí... Você está desvalorizando quem TRABALHA com isso, fazendo de graça o trabalho que alguém ganha pra fazer. Não achem que estou sendo exagerada. Comentei isso com o pessoal da editora que trabalho e todo mundo achou um absurdo. Pq aí vc não tem apenas a leitura crítica, tem o copidesque também - que eles querem que você faça de graça e é um trabalho mais caro que a leitura crítica.

    Eu vi gente dizendo: "que bom, assim o livro vem sem erros". Os erros passam pelo copi, pelo editor, pelo revisor... É normal - embora não deva ser, a gente acaba deixando passar uma coisa ou outra. E essa galera toda vem de cursos superiores como Letras, Jornalismo, Produção Editorial... Eles estudaram pra isso e deixam passar erros. Vocês acham mesmo que leitores que cometem vários erros no próprio blog estariam aptos a corrigir de verdade um livro? Olha, eu trabalho com isso e cometo MILHÕES de erros (especialmente com os porquês, sempre olho na gramática quando estou fazendo frila), todos os dias. Me policio pra caramba, tenho o Houaiss do lado do meu computador, uma gramática e mais 10 dicionários diferentes (de sinônimos, ideias afins, idiomas, etc) e ainda assim eu ERRO e MUITO. Eu acho que não é bem assim, gente.

    Entendo que a maioria ficou eufórico por ingenuidade, mas vamos pensar melhor e conhecer. Pra fazer parecer não basta apenas sua opinião pessoal do livro, mas uma visão de mercado também, pq às vezes vc não curte muito o livro, mas percebe que ele tem um potencial de vendas absurdo (tipo Crepúsculo). E pra revisar e fazer copi não basta apenas conhecer bem o português. Vocês sabiam que uma pessoa passa, às vezes, bem mais que um mês lendo um livro e achando os erros de tradução, corrigindo frases, etc? E isso NEM É a revisão. É isso aí que eles queriam que vcs encontrassem de graça e em uma semana.

    Receber provas de livros para resenhar é uma coisa. Isso é outra totalmente diferente. Não é valorizar o blogueiro, é achar que todo mundo é burro mesmo.

    Tem um monte de blogueira que dá parecer para editoras há um tempão e todas elas recebem por isso. Algumas não trabalham com livros nem são formadas em coisas voltadas para o meio editorial, mas elas fazem só o parecer e tem uma visão madura dos livros e do que vende ou não. A editora confiou nelas, na credibilidade delas, pq elas fizeram por merecer. Não adianta culpar os blogs "grandes" (ODEIO esse termo), pq quem mais anda vacilando é a galera "menor" que quer "crescer". Vamos fazer nosso blog bem feito, ter OPINIÃO PRÓPRIA, dizer se é BOM ou RUIM, de verdade! Assim todo mundo vai te levar a sério :) Não deixem passar por cima de você.

    Ufa, desabafei!

    ResponderExcluir
  7. A resenha é um modo de se fazer crítica, seja literária ou não. Agora fazer forçado, com tempo limitado e com a editora no cangote, tá mais pra release "camarada".

    ResponderExcluir
  8. Acho que fazer parceria com editora é uma fazer uma coisa forçada. Se você leu um livro e quer compartilhar, ok, faça, mas pq ter a parceria? Ah, a editora vai te avaliar, vai te mandar livros... [??] eu vejo daí uma relação perigosa, como mesmo o Vergonha Literária coloca, chega ao ponto do blogueiro ser explorado em sua inocência e gana por um, dois livros. Além de desmerecer o trabalho de quem tá lá na editora - super concordo com o desabafo da Iris. Ser blogueiro é de fato ter contato maior com o público, afinal é um desse público que tá colocando sua voz pra propagar, virou intermediador. Tudo bem... mas a editora é uma instituição, claro que vai querer puxar para o lado dela. Isso de blog literário cair nas graças da publicidade, bom, muita calma nessa hora... só porque um começou, virou meme foi? "Que legal, vou fazer também?" Se o blog não tiver parceria, não merece atenção, é isso? Mas aí, de fim, a resenha que se publica nos blogs é para mostrar uma opinião sobre o livro lido e, quem sabe, estimular o outro a ler, ou vender o produto em nome de outra pessoa? Que rumos a blogosfera literária pensa em chegar?

    ResponderExcluir
  9. Meu primo estava conversando comigo sobre meu blog, ele disse que achava bem legal o trabalho que eu fazia mas não entendeu direito o porquê de eu não receber nada por isso. O fato é que a gente "se vende". Quem vê de fora consegue enxergar. 

    Os blogs literários estão desvalorizados por isso, principalmente aos olhos das editoras. Onde conseguir divulgação massiva, sem gastar milhares de reais com anúncios na internet e fora dela? Com os blogs! Hoje, com o preço de impressão do livro que será enviado e nada mais, a editora consegue uma resenha, a publicação de notícias sobre ela, um logo fixo na barra lateral, divulgação nas redes sociais e um nome conhecido. Isso em centenas de blogs que podem atingir milhões de pessoas, talvez.

    Eu já pensei muito nisso, porque eu me esforço muito e faço o possível para tentar deixar meu blog cada vez melhor. As editoras não são muito críticas em relação a que blog vão "anunciar" e isso se torna muito injusto. Digamos que eu mantenha um blog há dois anos, tenha muitos leitores, tenha pago meu design e hospedagem, leia livros e blogs sobre como blogar para me aperfeiçoar e me empenhe em publicar regularmente no blog algo de qualidade. Eu mereço, sem dúvidas, manter uma parcerias com boas editoras e até lucrar alguma coisa com esse trabalho. É merecido. 

    Mas se eu tenho um blog com design todo ferrado, escrevo errado, solto spoiler, faço plágio e spam, não é justo eu ter as mesmas regalias. As editoras teriam selecionar melhor os blogs. E isso não acontece.

    E o que isso tudo tem a ver com esse caso? É que nós somos como putas baratas que se fodem escrevendo resenhas por qualquer merreca se é que você me entende. E me perdoe os palavrões, rs.

    É tão frustrante ver blogueiros de humor e vários outro nichos ganhando rios de dinheiro por anunciarem diversas coisas e ver que a única coisa que eu poderia anunciar está sendo feita... de graça e além disso eu ainda tenho que elaborar uma resenha do produto! Com o dinheiro que eles recebem (blogueiros de humor, etc.), com certeza se sentem mais motivados e buscam melhorar. Mas qual vai ser minha motivação ao saber que se eu escrevo uma merda ou se eu fico horas escrevendo uma resenha de qualidade eu vou ganhar, na maioria das vezes, os mesma coisa que os outros? E absolutamente nenhum pagamento, como todos.

    É frustante. Nos resta saber como mudar isso.

    ResponderExcluir
  10. Eu sempre adorei os lançamentos dessa editora e sua comunicação com o público. Porém, além de seus últimos lançamentos estarem MUITO mal revisados, cheios de erros e caríssimos (não é a toa que querem mais gente para fazer "revisão", mas se os pobres coitados que GANHAM alguma coisa com isso os deixam passar, porque os blogueiros haveriam de anunciá-los?), eles forçam a barra legal na hora de fazer parceiras. Essa aí foi a gota d'água no oceano! Um blog em 180?? E é pra achar isso lisonjeiro? É sério mesmo?
    SHOREY com essa o.O

    ResponderExcluir
  11. Concordo um pouco com o que a Klerianne disse. Eu parei de seguir vários blogs por causa de parceria. Sinceramente? Não consigo levar a sério opinião de que ganha produto da empresa. Sempre acho que não é totalmente sincera.
    Não sou fã dos títulos dessa editora - aliás, nem tenho certeza se li algum lançado por ela -, mas já ouvi falar dos erros.
    O problema não é esse tipo de coisa ser oferecida. É pessoas aceitarem. Brigarem por isso! Não entendo mesmo.

    ResponderExcluir
  12. Isso foi sacanagem, puxa vida. E olha que vai ter um monte de parceiros se submetendo a esse negócio vergonhoso, 180, né? Para falar a verdade, é muita falta de integridade da editora em se aproveitar dos blogueiros para que façam de graça um trabalho que fica por conta dos revisores e editores e ainda, de quebra, divulguem o lançamento deles, deixando um burburinho de curiosidade no ar entre os leitores do blog "contemplado".
    Dessa editora, quero distância, sinto muito. Já tem umas parcerias lá do blog que estão me dando nos nervos com a quantidade imensa de lançamentos que "jogam" para que leiamos como se nenhuma outra editora existisse mais... Imagina fazer parte de um negócio desses, não mesmo.

    ResponderExcluir
  13. Todos nós, blogueiros literários, somos vendidos, não, não estou falando de opinião, falo do nosso trabalho. 
    Como disse o Bruno "...nós somos como putas baratas..." e ele está certo.

    Estou cansada.  Muito cansada desse tipo de coisa.

    Todo mundo me pergunta se eu recebo dinheiro pelas resenhas e é frustrante não rolar nenhum jabá... SHORA! Sim, a gente já se humilha a partir do momento em que nos inscrevemos para uma parceria com editora...

    Sabe, nos EUA não é assim, não há cobrança, não tem essa frescura. Lá os blogueiros recebem livros, caixas de ARCs e cópias finalizadas e não tem data pra ler, eles leem se eles quiserem.  

    As editoras fecham parceria com 100 blogs e acham que estão TE fazendo um favor, que VOCÊ é honrado de estar entre eles... Vamos olhar essas listas de blogs e ver quantos deles tem uma boa ortografia? Pois é, olhando bem você encontra blogs com 3 mil seguidores que ainda usam o "mais" oa invés de "mas". 
    Vergonhoso.
    O mais triste é alegarem que "os blogs escolhidos foram selecionados pelo bom português" Puh-lease... Eu realmente não sou idiota.
    Não estou dizendo que meu português é perfeito. Não é. Mas POXA! Olha a barbaridade!

    Enquanto tiver blog desesperado por parceria e livros "de graça" teremos um troço desses. 

    O que quero dizer é que o que essa editora aí está propondo é o ÁPICE da exploração, já não somos valorizados, se nos submetermos à um trabalho escravo desses, puh-lease uma semana pra ler um livro é falta de vergonha,  seremos o que?

    É o fim do mundo mesmo! 

    "Expresse seu valor,para colher a valorização." - Fernando Tayrone

    ResponderExcluir
  14. CHQUEI. Caramba, onde essa blogosfera literária vai parar? o.O

    ResponderExcluir
  15. Estou chocada '-' Como pode um abuso descarado desse? Bem, eu sou uma blogueira recente na área, meu blog é literário e eu o criei porque eu achei a ideia muito legal e pensei que resenhar sobre o que interpretei do livro que li seria um bom treino para mim (ajudaria a me expressar melhor e a escrever melhor também). Tanto que eu não divulgo o blog, eu deixo o link no meu twitter e facebook, daí quem tiver interesse passa lá e vê. E sabe, eu consigo bons comentários, não muitos, mas bons comentários nos meus posts e para mim isso está ótimo. Porque eu considero o blog uma diversão, sei que para muitos é trabalho e minhas blogueiras preferidas o encaram dessa forma, mas para mim é diversão, é o momento que eu relaxo a mente, até costumo dizer que é "terapêutico" rs.  

    No início eu achava as parcerias um sonho... "Caramba, livros de graça? E só preciso fazer uma resenha? Que mole.", mas claro que não é assim, né pessoal? Sozinha eu percebi como essa história não é fácil. Nunca me inscrevi em nenhuma parceria e querem saber? Nem tenho vontade. Minha opinião. Se um dia aparecer, legal poxa, mas eu sempre vou respeitar, em primeiro lugar, o que eu acredito e também os meus seguidores. O problema é que toda vez que eu penso naquele símbolo da editora de graça no meu blog, eu fico irritada. 
    Uma coisa que gosto no Vergonha Literária é que eles entendem o meu pensamento sobre os blogueiros que anseiam por parceria, achando que o blog só vai dar certo se eles a tiverem. Claro que não, você começou comprando seus livros, porque não pode continuar assim? O que conta no blog é um boa resenha e criatividade para os posts. 
    Notei que alguns blogueiros desejam ganhar dinheiro com o que fazem, bem, cada um tem suas ambições, para mim é irrelevante. Claro, provavelmente são os caras que estão na vida de parcerias faz tempo, deve ser realmente muito frustrante. Dedicamos bastante tempo aos nossos blogs, mas sabem, os pequenos estão nesse desespero para crescer porque se espelham nos blogs maiores, eles são a inspiração, tem que ver a influência, sabe? E nessa vontade de ser igual acabam metendo os pés pelas mãos.
    Eu adoro ser blogueira, adoro vários blogs, mas eu não preciso de nada disso para me dar bem, e eu acho meio chato encarar uma coisa tão legal para mim como um trabalho. Estou bem com a simplicidade do meu que ainda é blogspot kkkkk

    Beijos pessoal :*

    ResponderExcluir
  16. Karla, eu não considero meu blog como um trabalho. É meu hobby mesmo. Mas o MERCADO EDITORIAL é meu trabalho, tendo em vista que eu estudo Produção Editorial :]] Então, LEITURA CRÍTICA, COPIDESQUE, REVISÃO, etc, são coisas que eu faço no trabalho, não tem a ver com o blog (mas foi através do blog que eu descobri que poderia trabalhar com livros, que foi algo que sempre sonhei, mas achava impossível). Existem blogueiros que monetizam o blog, mas a questão aqui não é essa (acho superválido monetizar o blog se é a intenção, mas por enquanto, não quero isso - não falo NUNCA pq a gente não sabe o amanhã, né? ;P), a questão aqui é de blogueiro fazendo trabalho EDITORIAL - e profissional - de graça e isso não tem a ver com monetizar o blog. O problema é que tem gente confundindo as coisas e metendo os pés pelas mãos :((

    ResponderExcluir
  17. Pra ser sincera não entendo pq tanto mimimi, na real, temos gente RECEBENDO pra fazer esse trabalho e fazendo trabalho muito porco por aí, li uns livros ultimamente com traduções literais, feitas por tradutores credenciados e com registro, vejo livros com erros de português ridículos tendo sido revisados por pessoas com PhD em Letras e o diabo a quatro.
    Também vejo blogs com mais de 3 mil seguidores que devem escrever em algum dialeto, pq português não é, mas mesmo assim estão cheios de seguidores e os números estão aumentando por causa de prêmios. Vejo um monte de gente fazendo desabafos e posts cheio de lições de moral, como se fossem donos da verdade, sendo que no início se utilizaram das mesmas estratégias e também já ficaram deslumbrados com essa história de receber livros de graça.
    No final as editoras se aproveitam do deslumbramento dos blogueiros, se não houvesse quem fizesse de graça, não teria editora dando essa opção.
    E não adianta chorar, espernear, e ranger os dentes, no final sempre haverá quem terá disposição pra doar seu tempo, tirar vantagem, passar perna nos outros. A blogosfera literária vai parar no mesmo lugar onde nossa sociedade está, ler livros não ensina valores, ler livros não dá inteligência e ler livros não faz ninguém melhor do que ninguém, muito menos a leitura de livros com valores machistas e que são todos iguais, o que faz isso é pensar, refletir.
    Também acho que tem uma galera que após ter crescido um pouco se acha dona da verdade como se fosse o deus dos livros. Tem muita gente pequena que tem o que dizer só não é ouvida justamente porque é pequena. Mas já deu pra notar que é só fazer um comentário sobre algo realmente importante que começa a rolar unfollow no twitter, o que dá ibope é falar m* mesmo. E puta barata é quem se vende por pouco. No meu blog a única coisa que me desagrada, mas eu faço justamente pra poder competir, pq sim, isso se tornou uma competição, é sortear prêmios, fora isso tudo o que se passa lá é o que eu quero e se um dia uma editora me pedir algo que eu não quero fazer, eu simplesmente não farei, minha profissão é outra, não tenho tempo sobrando.
    Tá na hora da galera selecionar melhor o que lê, tá na hora da galera selecionar melhor o que visita e tá na hora da galera parar de só correr atrás de prêmio. Quer saber quando as coisas poderão mudar? Simples, é só abolir todos os números e sorteios, assim só o que sobra são as opiniões.
    Fica difícil reclamar do que rola na blogosfera quando o que faz sucesso no país são músicas de uma frase só e programas como o BBB da vida.

    ResponderExcluir
  18. O melhor desse post é a quantidade de blogueiros literários dizendo que as editoras isso e akilo, e que é um abuso, e que se vendem, e que tem que mudar, mas ta tudo lá, correndo atrás de parceria e doido pra ser o um desses 180... Rsrs

    ResponderExcluir
  19. Eu perdi uma parceria com uma editora porque não pedia livros mensalmente, poxa se eu não pedia é porque eu não iria conseguir ler. Será que a Editora queria que eu pedisse livros para fazer resenhas falsas e sem graça. Esse mundo editorial está perdido.

    ResponderExcluir
  20. Eu fechei parceria com uma Editora assim... Ela pedia para divulgar 'de um tudo' toda semana e na hora da solicitação de livros ela só enviava para quem tinha mais de mil seguidores. Por favor né, nem minha mãe me explora tanto!

    ResponderExcluir
  21. Ceile Dutra de Moraes2 de abril de 2012 15:13

    Tenho um milhão de coisas pra falar, mas muita gente já falou boa parte hahahaha (e tb escrevi sobre isso no post da promoção do background e talz), mas no fim, o triste é saber que alguém vai fazer isso. As pessoas vão competir pra ser o blog escolhido do mês. Assim, sem nenhum sanduíche de presunto.

    ResponderExcluir
  22. Desculpa, vou ter que comentar.... Como podem achar isso LEGAL??? Li sobre isso em um blog, onde a dona achou a novidade MA-RA-VI-LHO-SA! Fico imaginando....Tendo a mim como exemplo.... estudo da hora que eu acordo até as 18:30. Chego em casa cansada, mas tento manter minhas postagens no blog em dia e ainda continuar lendo meus livros(essas são uma das partes que mais me deixam feliz). É super cansativo, faço isso porque gosto e fico super chateada quando fico sem atualizar o blog diariamente, como vem acontecendo(graças a deus a correria acabou por enquanto)... Ai vem uma editora e faz isso.... De verdade, NUNCA participei desses "concursos" e não pretendo participar.... Que me perdoem, mas aí é exploração demais.

    ResponderExcluir
  23. Carolina, eu já fui parceira de uma Editora assim. No comecinho, quando eu ainda não entendia muito bem sobre como funcionava esse mundo. A Editora mandava os arquivos para divulgação e eu com toda a minha ingenuidade, ia lá e publicava, mas à partir do momento em que uma Editora quer mandar até em quais tags eu devo usar, algo está muito errado aí.
    O problema é que esse pessoal achar que por sermos 'inexperimentes' no mercado editorial, por não sermos formados, somos idiotas. E o pior nem é isso, a gota d'água foi quando pedir um livro para sorteio, após um ano de parceria e a Editora disse que só enviava livros aos blogs com mais de mil seguidores, achei um absurdo. E decidi acordar para a vida, hoje nenhuma editora mais abusa de mim. E todos deveriam fazer o mesmo.

    Camila Leite
    @sonhospontinhos
    http://sonhosentrepontinhos.comhttp://sonhosentrepontinhos.com

    ResponderExcluir
  24. Acho que aí há uma inversão de valores. Não querendo me fazer de santa, mas qdo as primeiras ideias de convidar os leitores e fãs para leituras prévias surgiram, o foco (pelo menos o meu e de alguns q conheço) era envolvê-los e aproximá-los do processo editorial, da produção de um livro. Nunca passou pela minha cabeça que isso viraria uma revisão gratuita. 

    Ao mesmo tempo, deixo minha pergunta a vocês, blogueiros (e não como crítica, mas pq é importante entender essa mudança de comportamento da relação blogs-editoras): Se vcs acham que são explorados pelas editoras, pq continuar com essa história de parcerias? 

    ResponderExcluir
  25. Bom, vamos lá.
    Eu não sou de comentar aqui, mas dessa vez não dá pra resistir.
    Eu não me manifestei quando recebi a proposta e não vou participar dessa atividade porque... não dará em nada.
    Já vi isso sendo feito uma vez pela editora e depois de todo o trabalho que as "pessoas escolhidas" tiveram, a editora não respeitou as sugestões.
    Ficou quase exatamente do mesmo jeito, com alterações mínimas.
    As indicações das "leitoras" de que as palavras mais fortes que haviam sido cortadas do texto deveriam retornar ao mesmo foram totalmente ignoradas.
    Então, né... porque faria parte da mesmo loucura outra vez?
    SE tivessem respeitados as sugestões (todas com explicações para as alterações, tudo justificado) acho que seria válido SIM, já que tem muita editora fazendo trabalho de revisão/edição/tradução porcos.
    Mas do jeito que isso aconteceu? Nem pensar. Deixo o trabalho de revisão para os revisores. Eles, se tiverem todo o seu trabalho descartado no final, pelo menos foram PAGOS para isso.
    E só.

    ResponderExcluir