terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Parcerias

Porque, assim, se você quer fazer algo super legal e envolver muita gente na internet, você dá coisas, né?

Mas se você não consegue comprar... Você pede prozotro, afinal, nada mais lógico que uma editora te DAR todos os livros que quiser, inclusive, para qualquer um que pedir, né?
Mas como fazer isso? Vai aí umas dicas:


Dica 1 - insista. Se ninguém responder, não é que eles estão te ignorando ou que não querem responder mesmo, você apenas não pediu o suficiente.

(Qualidade da imagem deixando a desejar. Está escrito "não estão abertas parcerias")

Após insistir GRITANDO, se a editora ainda não quiser dar o que você quer, dê um piti. Mostre que é claro que você não quer livros grátis "para sempre" (parceria) mas sim só agora (patrocínio) e que é óbvio que eles são bobos, feios, chatos e com cara de melão. Afinal, como falamos, eles PRECISAM patrocinar o que quer que você tenha inventado. Eles têm TANTOS livros lá, sobrando...

7 comentários:

  1. Oi, conheci esse blog hoje e achei a ideia muito boa. É o que muitos pensam mas ninguém diz. Eu morro de vergonha alheia por muita coisa.

    Só acho que o blogueiro por trás do Vergonha Literária precisa dosar melhor o humor, senão soa muito como maldade. Eu achei esse post aqui perfeito, criticando um comportamento bizarro. Já os outros eu achei meio maldosos, criticando os banners dos blogs, por exemplo. É só uma sugestão.

    Sobre esse post aqui, não vejo mal algum em pedir patrocínio (ninguém vai morrer por isso), mas ficar insistindo feito um louco é muita humilhação.
    Eu ri muito foi do "evento online nacional"! Tudo bem que não deixa de ser mas foi um título bem ridículo. O cara só escreve um blog, não é uma organização beneficente ou coisa assim --'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Felipe, obrigado pela visita!
      Bom, a sátira é sempre meio maldosa, ácida, mas a ideia principal é sim criticar o comportamento.
      Porém há pequenas coisas que os blogueiros podem atentar que não dói nada, nem é questão de habilidade - por exemplo, proporção. Esticar a foto do autor é feio e pega mal, mesma coisa com o banner. Se mantiver simples, ganha mais do que tentar fazer algo super elaborado e ficar grosseiro.
      Enfim, ainda estamos ajustando o tom do blog, temos mais de uma pessoa postando e isso requer um tempinho para afinar. Continue visitando e nos dando sua opinião, a ideia é divertir e ensinar, se não pelo exemplo, pela vergonha... ;)

      Excluir
  2. Gostei de ler "estamos ajustando o tom do blog".
    Realmente acho que a ideia pode dar certo e espero que consigam encontrar um tom que seja ao mesmo tempo "maldoso e ácido", mas que consiga respeitar o trabalho dos blogueiros!

    Beijos,
    Nanie - Nanie's World

    ResponderExcluir
  3. suahahsuasuas eu ri muito cara....e depois de dizer em tom de ironia " até as editoras que não estão com parcerias abertas entenderam que é um patrocínio" a figura esperava o quê? sahuhushaus

    ResponderExcluir
  4. Tem coisa que a gente pode mandar por email, ou por mensagem direta que não pega tão mal. Como diria Sandra Annenberg: que deselegante!

    Bibs

    ResponderExcluir
  5. My God D:
    Qual é o problema dela(e)?

    ResponderExcluir
  6. Posso rir? Meu Deus, qual é o problema de pessoas que não aceitam ser ignoradas? rs Se a Editora não quer NEM A PAU JUVENAL ela te apoiará!
    Ser simpático e amigável ao invés de interesseiro ninguém quer né!
    Oh God! Que pena!

    ResponderExcluir